MENU

Canadá flexibiliza exigência de visto para brasileiros

Você pensa em visitar o Canadá, mas acha muito complicado o processo para obter o visto? Se a resposta for sim, temos uma boa notícia: alguns brasileiros não precisarão mais dele para entrar em território canadense. O governo está tentando impulsionar o comércio e incentivar o crescimento econômico do país, por isso tomou essa decisão.

A mudança nas regras estava já estava prometida para março de 2016, mas o prazo não se cumpriu e a nova data é 1º de maio de 2017. Os sites do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (ou Itamaraty) e do governo do Canadá já confirmam que no Dia do Trabalho começa a vigência da nova regra.

 

Quem está dispensado de solicitar o visto canadense?

Para serem liberados do visto a partir de maio deste ano, os brasileiros precisam atender a um dos seguintes critérios:

  • Ter tido um visto canadense emitido nos últimos 10 anos
  • Possuir um Green Card válido (visto de residência permanente nos Estados Unidos)

O viajante que cumprir um dos dois requisitos vai precisar apenas solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem (eTA, ou electronic Travel Authorization), que funciona como uma pré-autorização para quem quer visitar o país, e pagar uma taxa de 7 dólares canadenses (cerca de R$ 16).

Com a eTA, o turista poderá ficar até 6 meses em território canadense – mas isso vai depender do funcionário da fronteira, que normalmente dá menos tempo. A nova regra valerá também para a Bulgária e a Romênia, países considerados de baixo risco assim como o Brasil.

Portanto, para visitar o Canadá a partir de 1º de maio de 2017, todos os brasileiros terão de ter uma das três seguintes opções de documentação:

  • Visto canadense válido
  • Visto canadense expirado (emitido nos últimos 10 anos) + eTA
  • Green Card (visto americano válido) + eTA

Mas atenção: a mudança só vale para quem chega ao Canadá por via aérea. Se você cruzar a fronteira por terra ou mar, continuará tendo de apresentar o visto canadense.