MENU

Torre Eiffel terá vidro blindado contra ameaça terrorista

Após ataques sofridos em 2015 e 2016, o conselho de Paris anunciou recentemente que a Torre Eiffel terá cercas de vidro blindado a partir do ano que vem. A motivação principal é a “ameaça terrorista, que é particularmente elevada”, destaca o documento oficial. 

Serão instalados dois vidros de 2,5 metros de altura que vão abranger dois dos quatros lados da Torre: os eixos norte e sul. As estruturas substituirão as grades protetoras que foram instaladas na Eurocopa 2016. Uma das intenções com o vidro é preservar a vista agradável da Torre, tanto com os jardins do Champ de Mars como com a Pont d’Iéna, no Rio Sena.

“Nós temos três objetivos: melhorar a visão de fora, deixar o acesso melhor e reforçar a proteção para os visitantes e equipe”, declarou Jean-François Martins, assistente de Turismo da prefeitura de Paris. Dos outros dois lados da Torre serão instaladas cercas metálicas com controles de segurança, que vão reproduzir o perfil do monumento. Também haverá reflexos nos arredores da Torre: será implementado um sistema de proteção contra veículos, com a colocação de obstáculos nas duas ruas em volta da Torre Eiffel, e câmeras de segurança na calçada ao lado e dentro do monumento.

O investimento total será de € 20 milhões (R$ 68,8 milhões). As obras devem começar no final deste ano e estar concluídas no fim de 2018.

A Torre Eiffel é o monumento pago mais visitado do mundo, tendo tido quase 7 milhões de visitantes em 2015, número que caiu para 6 milhões em 2016.

Nos ataques dos últimos dois anos, morreram 238 pessoas e centenas ficaram feridas. No início deste ano, um homem armado com uma faca feriu levemente um soldado no Museu do Louvre, mas foi baleado e detido em seguida.